VocÍ estŠ em:
Fauna



TamanduŠ-bandeira - Myrmecophaga tridactyla

Tamanduá-bandeira - Myrmecophaga tridactyla

É o maior representante da família Myrmecophagidae, atingindo até 2,20 m no comprimento total e chegando a pesar mais de 45 kg. Possui coloração distintiva da pelagem, com uma faixa diagonal preta de bordas brancas, focinho longo e cilíndrico e cauda grande, com pêlos grossos e compridos.
Pode consumir cerca até 30.000 formigas e/ou cupins. Apresenta uma série de adaptações para a alimentação. Possui crânio alongado, língua longa e extensível, ausência de dentes e garras dianteiras grandes, utilizadas na abertura de cupinzeiros e formigueiros e para a defesa. A procura de presas é feita pelo olfato, variando de poucos segundos até cerca de 3 minutos no local. A espécie apresenta baixo nível basal de metabolismo por causa da dieta, que tem pobre teor nutricional. Quando dormem, deitam-se de lado, numa cavidade rasa, feita no solo e colocam a cauda sobre o corpo, que funciona como um isolante térmico e também auxilia na camuflagem do animal. Durante a amamentação, a mãe deita-se de lado e cobre a si mesma e ao filhote com a cauda.
A gestação é de 183 a190 dias e nascendo um filhote por vez. A mãe carrega o filhote no dorso por cerca de 6 a 9 meses. O intervalo entre os nascimentos pode atingir 9 meses. Em cativeiro, o tempo de vida registrado foi de 25 anos. Não há dimorfismo sexual. (MACHADO et al., 2008)

FATORES DE AMEAÇA  Perda/fragmentação de habitats, caça, atropelamentos, incêndios.


Fonte: ICMBio